Selos Postais

Incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro, completa três anos.

! Comunicar erro
2 de setembro de 2021
Incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro, completa três anos.
JUNTE-SE A CENTENAS DE PESSOAS COLABORADORAS DESTE PROJETO

Entre para nossa lista e fique atualizado!

(Bilhete Postal de 120 anos, circulado do Rio de Janeiro para Montevideo, Uruguai, em 05/10/1901)

Na noite do dia 2 de setembro de 2018, aquele domingo iniciava uma semana que nos deixou lembranças muito tristes até os dias de hoje. Há três anos, o Museu Nacional no bairro São Cristóvão era tomado por um incêndio de grandes proporções.

No decorrer daquela noite e madrugada a dentro, o Brasil e o mundo assistiram uma expressiva parte da nossa história queimar e se perder em cinzas, fumaças e destruição.

Para nossa triste memória, quase 20 milhões de itens que o museu abrigava foram totalmente destruídos. Vale a pena lembrarmos alguns deles:

  • o mais antigo fóssil humano já encontrado no país, a Luzia;
  • a coleção egípcia que começou a ser adquirida ainda por Dom Pedro I;
  • a coleção de arte e artefatos greco-romanos da Imperatriz Teresa Cristina;
  • coleções de paleontologia que incluam o fóssil de um dinossauro proveniente de Minas Gerais; entre tantos outros.

Ironia ou não, o ano da tragédia também foi a data em que o museu celebrou dois séculos de conservação. Mas, a falta de investimentos contribui para a tragédia.

O que nos conforta, é o fato de a UFRJ seguir na luta para restaurar o local, apesar de todo descaso do atual governo no campo cultural e científico de nosso país.

Assista à leitura da Declaração de Compromisso com a Recomposição das Coleções do Museu Nacional. A campanha completa está aqui neste SITE.

(Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *