Selos Postais

Dia da Amizade Brasil-Argentina

! Comunicar erro
30 de novembro de 2020
Dia da Amizade Brasil-Argentina
JUNTE-SE A CENTENAS DE PESSOAS COLABORADORAS DESTE PROJETO

Entre para nossa lista e fique atualizado!

Dia da Amizade Brasil-Argentina é comemorado no dia 30 de novembro

O Dia da Amizade Brasil-Argentina foi instituído neste 15 de maio de 2018 no calendário oficial.

A data é oficialmente comemorada todo dia 30 de novembro. De acordo com a Lei 13.664/2018 publicada no Diário Oficial da União, a intenção é “dar forma e visibilidade à importância das relações” entre os dois países.

O texto prevê, também, que o Poder Executivo adote medidas para a “difusão e a comemoração” da data.

Mas, na verdade, a celebração do “Dia da Amizade Argentino-Brasileira” foi acordada pelos então presidentes da Argentina, Néstor Kirchner, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, em 15 de março de 2004 na Ata de Copacabana, que ambos assinaram no Rio de Janeiro.

Créditos: Edição Filatélica Comemorativa ARBRAFEX 88

EXPOSIÇÃO FILATÉLICA ARGENTINO-BRASILEIRA

Edital Nº 19
Artista: Márcio Rocha
Processo de impressão: Offset
Papel: Couché gomado c/bordas fosforescentes
Folhas: 30 selos
Valor Facial: Cr$ 400,00
Tiragem: 2.100.000
Picotagem: 11 1⁄2 x 12
Área do desenho: 35 x 25 mm
Dimensões do selo: 40 x 30 mm
Data de emissão: 26/11/1988
Impressão: Casa da Moeda do Brasil

Sob a denominação de ARBRAFEX 88, surge a
primeira Exposição Filatélica Argentino-brasileira.
Trata-se do início de uma nova fase de intercâmbio
de experiências e de maior aproximação da Filatelia
dos dois países.
A ARBRAFEX reúne, na cidade de Buenos Aires, de
26 de novembro a 4 de dezembro, argentinos e
brasileiros em torno de um objetivo e de um ideal
comum – a Filatelia.
Complementando o símbolo criado para a
exposição, que apresenta sob o mesmo traço o
mate e o café, a Empresa Brasileira de Correios e
Telégrafos presta sua homenagem à ARBRAFEX 88
com a emissão de um selo que tem como motivo o
“gaúcho”, com sua tradicional indumentária,
personagem comum aos dois países.
Os gaúchos formam um povo alegre e rico em
tradições. Acostumados com a labuta diária nos
pampas, eles dedicam-se essencialmente ao
trabalho agrícola e pastoril, sendo exímios
cavalgadores.

A indumentária gaúcha é bastante rica, tendo
pequenas variações conforme as regiões. Usam
bombachas (calças largas), ponche de pano grosso
(antigo bichará) e, no verão, o pala, uma espécie de
poncho franjado, feito de uma fazenda mais leve.
Portam na cabeça um chapéu mole de abas largas,
preso por uma tira de couro (barbicacho). Calçam
botas com enormes esporas barulhentas (as
chilenas), que marcam os seus passos. No pescoço,
um lenço e, na cintura, a guaiaca (cinto) que serve
para segurar uma faca ou adaga.
Seus instrumentos de trabalho são o laço e a
boleadeira (bolas de ferro ou pedra, revestidas de
couro, presas numa corda também de couro). Estes
instrumentos são utilizados principalmente no
rodeio, quando os animais são reunidos em curral
para contagem, marcação com ferro e para receber
sal. Apesar de ser uma atividade comum nos
campos do sul, o rodeio é, também, um jogo, uma
festa, para o campeiro gaúcho.
A alegria é uma constante do povo gaúcho, que se
diverte com a “dança-desafio” (ou chula), o
“pezinho” ou o “pericom”, uma dança de conjunto.
A riqueza da cultura gaúcha que, na verdade,
desconhece fronteiras nos pampas, constitui-se,
sem sombra de dúvida, num elemento de
integração Brasil-Argentina, caracterizando com
especial propriedade o motivo escolhido para
figurar na emissão alusiva à Exposição Filatélica
Argentino-brasileira – ARBRAFEX 88.
EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS – ECT

  • Emocionante canção com Cantores brasileiros (Chico Buarque, Caetano Veloso, Milton Nascimento e Gal Costa) e a cantora argentina Mercedes Sosa:

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *