Selos Postais

25 anos do Museu de Arte Contemporânea de Niterói

! Comunicar erro
2 de setembro de 2021
25 anos do Museu de Arte Contemporânea de Niterói
JUNTE-SE A CENTENAS DE PESSOAS COLABORADORAS DESTE PROJETO

Entre para nossa lista e fique atualizado!

Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) localizado na cidade de Niterói (RJ), completa 25 anos. A obra foi inaugurada no dia 2 de setembro de 1996.

Projetado pelo genial arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões postais de Niterói. Destina-se principalmente a obras pertencentes à arte contemporânea brasileira da década de 1950 até hoje.

Construído sobre o Mirante da Boa Viagem, na orla de Niterói, o museu, com sua fachada futurista, possibilita que o visitante desfrute de vistas panorâmicas que se lhe oferecem quer fora do museu, a partir do pátio, quer dentro do museu por um olhar pelo anel de janelas que divide este gigantesco “prato de concreto” em duas faixas.

O MAC ainda disponibiliza atividades educacionais desde 1996, chamadas de Desafios Comunicativos da Arte Contemporânea, com o intuito, segundo a administração do museu, de incentivar a “produção artística contemporânea, que se coloca exposta em um espaço público onde circulam indivíduos não pertencentes ao mundo da arte”.

—————————————————————————————————–

*SELO POSTAL da Emissão Especial do bloco comemorativo Obras de Niemeyer – Arte de Cris Alencar

—————————————————————————————————–

Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC

A Inovação a Serviço da Arte

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC, concluído em 1996, situa-se numa praça aberta de 2.500 m², em terreno estreito, circundado pelo mar, destacado pela imensa rampa externa que convida ao seu interior, um passeio pela arte. O edifício possui linhas suaves, que lhe preservam a leveza e a paisagem natural que o envolve, realçada pelo espelho d’água, em sua base, e pela relva que une a praça das escarpas ao Mirante da Boa Viagem. Externamente, o prédio é iluminado por 36 faróis imersos, o que lhe propicia à noite um sentido mágico de levitação. Seu formato circular, pairando no panorama marinho, é emoldurado pelas montanhas da Baía da Guanabara.

A forma inspirada de Niemeyer lança as bases para uma função expandida dos museus de arte contemporâneos, superando as regras acadêmicas e funcionalistas da arquitetura dos museus tradicionais. Niemeyer faz uso da intuição, do desejo e do sonho ativo para modelar esta magnífica visão da forma do MAC na paisagem, estabelecendo concretamente uma nova identidade e função para este museu: sua forma não segue uma função museu aberto para o mundo, superando os modelos existentes, contra os quais as próprias vanguardas artísticas do século XX também se rebelaram. Esta abertura radical do MAC para a paisagem-mundo é parte da potência artística de Niemeyer, que aponta, também, para uma missão especial deste museu, a de levar para a sociedade as conquistas artísticas contemporâneas.

A forma do MAC cumpre em si o papel de uma monumental obra de arte, que inaugura e desafia a função de ser um museu aberto para o devir das novas realizações humanas, de memórias futuras e experiências presentes, assim se alinhando com as próprias vanguardas artísticas contemporâneas.

Luiz Guilherme Vergara. Diretor do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (*Fonte: Edital Filatélico Nº 7 – 2008)

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *